Lançado logo nos primeiros dias do ano, “The End Of The Fucking World” é um pequeno épico sobre dois adolescentes que fogem de casa. E aqui já vale o seguinte parênteses: não confunda uma série sobre adolescentes com uma série adolescente. Esta é uma série adulta e bastante instigante.

James é um adolescente que aparentemente se torna psicopata devido a um grande trauma. Mata alguns animais até decidir que seu próximo projeto é matar uma pessoa – que vem a ser Alyssa, sua co-star. Eles estudam na mesma escola. A menina é uma rebelde com causa (sua mãe é uma idiota e seu padrasto, um ogro. Honestamente, na figura do padrasto, me parece que exageraram no estereótipo. Mas nada que acabe com a série). Alyssa é boca suja, questionadora e provocadora. O “fucking” do nome da série vem de seu modo de falar.

Como é de se esperar, menino e menina fogem de casa juntos. Até aí nada de novo – jovem casal rouba um carro, se ferra para colocar gasolina, faz uma road trip para a west coast. Mas os desdobramentos são interessantes, afinal a menina até gosta do menino, mas o menino quer mesmo é matar a menina.

O que acontece a partir de um certo momento é que todas essas concepções estabelecidas no começo da série vão sendo colocadas à prova. Por exemplo: será que James vai terminar por matar Alyssa mesmo? Ou eles vão acabar se apaixonando? Mas como pode um psicopata se apaixonar? Será que os pais os encontram? Ou a polícia? Ou ambos?

Qualquer coisa a mais que eu conte será spoiler. Agora, se é boa? É fucking great.

Comentários